Monday, July 02, 2018

Algumas fotos tiradas em Reservas Lightalive (2018)



Desde a Reserva Lightalive «O templo das aves canoras», foi-nos enviada esta fotografia (Maio, 2018):

Larva de Lampyris iberica




Desde a Reserva Lightalive «Quinta de Lagos», foram-nos enviadas estas fotografias (Junho, 2018):






Macho adulto de Nyctophila reichii





Desde a Reserva Lightalive «Quinta de Óbidos», foi conseguida esta fotografia (Junho, 2018):


                                                                  Luciola lusitanica





           Desde a Reserva Lightalive «Quintinha de Paços de Ferreira» recebemos estas fotografias:


                                           Fêmea adulta de Lampyris sp. (Junho, 2018).


                                     
                                           Fêmea adulta de Lampyris sp. (Agosto, 2018).




19 comments:

Rita Fernandes said...


Que maravilha, obrigada!

Pleia Des said...



Muito boas fotos e quero ver mais...

Já agora, bom enxame de pirilampos em Óbidos... Alguma ideia de numeros?

lightalive said...


Obrigado, Rita!

Pleia Des:
Entre 600-700 (não tenho aqui comigo o numero exato), mas claro que na fotografia não aparecem todos...
E o numero de pirilampos, ainda estava subir.
Obrigado.

ana penela said...


Parabéns pelas fotos e iniciativa!

Eu acho que conheço alguém que pode querer participar na rede de parques Lightalive, mas antes preciso de falar com ela.

Obrigada pela partilha.

Pleia Des said...



Não esperava que fossem tantos, grato pela informação.

lightalive said...



Muito obrigado, Ana!

Fernando Martim said...



Boa tarde

Boas oesquisas!

Dá gosto ver e já agora permitam-me a questão: têm havido mais ou menos este ano do que em anos anteriores?

Obrigado.

lightalive said...


Olá Fernando


Ainda é muito cedo para saber (e é preciso estabelecer comparações entre os mesmos locais), por isso vamos continuando a juntar informação.

Fernando Martim said...



OK, obrigado pela informação.

Manuela Marques said...

Olá


No último fim de semana vi alguns pirilampos (uns 8, talvez), sobretudo os que brilham quietos e com luz permanente.

A minha filha contou-me que no ano passado veio parar um pirilampo à camisa dela e deitou uma luz verde contínua. Ela nem teve tempo de o apanhar pois ele logo levantou vôo e continuou a brilhar enquanto voava...

Isto aconteceu em Mortágua.

Manuela Marques said...


Ah e lindissimas fotos, obrigada!

lightalive said...


Bom dia Manuela


Obrigado pelas informações interessantes que nos apresenta!

É difícil dizer-lhe o que se trata, e por isso, precisamos de fotos para fazer a identificação.

Será que é possível?

Obrigado.



Tânia Cardoso said...


fotos sublimes, assim até dá gosto!

Manuela Marques said...

Boa tarde


Sim, vou tentar tirar umas fotografias, mas não prometo grande qualidade, pois não sou expert no assunto... ahahaha

lightalive said...




Obrigado, Manuela!

Manuela Marques said...


Já tirei e já lhe enviei. estou ansiosa para saber do que se trata.

Grata por tudo.

Alexandre P. said...


Eu às vezes tento... Só consegui identificações, quando lhes tirei fotos de dia...Não são nada fáceis de fotografar, pelo menos nem todas as câmaras têm capacidade para captar a luz decentemente, quanto mais conseguirem uma boa foto.

lightalive said...


Já lhe enviei a resposta, Manuela.


Concordo perfeitamente com o Alexandre. E às vezes, não chega ter uma boa câmera...

Rita Fernandes said...


Por aqui já não vejo pirilampos adultos... Aliás já há umas 3 semanas.