Sunday, September 14, 2008

Já viu algum pirilampo?



Tenho recebido algumas informações de avistamentos de vaga lumes ou de bioluminescência em geral. Mas relanço aqui o assunto. Quem viu alguma coisa, por favor, envie-me um mail, pm ou até um «comment».
Tente enviar uma resposta que responda às seguintes questões:
1- Local e hora do avistamento. ( o mais pormenorizado que poder indicar, melhor).
2- Condições atmosféricas ( se estava a chover, húmido, seco, calor ou outros...)
3- Condições de luminosidade do local ( tinha iluminação artificial perto, longe ou nenhuma, se sim de que côr era a luz).
4-Que tipo de luz emitia o pirilampo? Côr? Piscava ou mantinha-se sempe acesa? Pulsares?
5- Em que habitat estava o pirilampo? Floresta, campo, berma de caminho, etc... Diga-nos também se souber em que plantas o animal estava poisado ou a sobrevoar.
6- Por fim diga-nos o que é que o vaga lume estava a fazer? A comer, a acasalar, a descansar, a andar, a voar, etc...As suas informações são muito importantes, pois muito pouco se sabe sobre estes animais misteriosos.Em muitos locais se assiste a diminuição notória dos seus números e assim se vai perdendo um dos maiores espetáculos da natureza.

Envie por email de preferência para : livinglightfestival@gmail.com
Obrigado!!



4 comments:

Kassius said...

Avistei vários deles hoje
<23/01/2009> no Museu de História Natural e Jardim Botânico da Universidade Federal de
Minas Gerais que tem uma área muito grande na cidade de Belo Horizonte, estado de Minas Gerais, Brasil. Vejam em http://www.ufmg.br/mhnjb/.

Avistei-os voando, e ao voar, piscavam rapidamente. Estávamos sobre um campo gramado (futebol) com diversas árvores ao redor (mata fechada). Essa área de mata preservada fica dentro da cidade de Belo Horizonte-MG, ou seja, não muito longe havia habitações e luminosidade artificial de ruas e avenidas. Penso que, apesar das boas dimensões e da preservação da mata no local, não deve existir diversidade suficiente para evitar a extinção dos pirilampos em breve, devido à consaguinidade. Mas, não sou especialista e é só uma opinião de leigo no assunto.
Espero ter colaborado de alguma forma.

Kassius Vasconcelos
Belo Horizonte-MG
Brasil

lightalive said...

Obrigado pela sua descrição detalhada.
Tenho muito gosto em receber dados do Brasil , país que também está no meu coração! :)

Abraço

Capitu said...

Eu também já vi e ainda vejo vaga-lumes... vi muitos quando era criança (há uns 20 anos! hehehe), especialmente na praia (Maranduba, em Ubatuba, litoral norte de São Paulo, Brasil) e ultimamente voltei a vê-los, mas agora aqui na casa onde estou morando agora (atrás da minha casa há uma pequena mata e acho que isso favorece o aparecimento dos pirilampos). Das vezes em que os vi, as noites estavam quentes e estávamos no início da noite (mas quando já estava escuro). Eu os vi voando e acendendo uma luzinha de maneira intermitente e rápida (piscando mesmo). A luz era de branco para amarelada (acho). Também já os vi sem acender a luz e já cheguei a os confundir com baratas do mato). Moro em Campinas, no estado de São Paulo, no Brasil.

lightalive said...

Obrigado, Capitu.